terça-feira, 5 de abril de 2016

Aos mestres, com Amor

Cazuza estava certo quando disse que o Tempo não pára.Ah esse exagerado me define tão bem quanto Renato.Que coincidência é o Amor.Índigos reunidos acerca de um sentimento único, o Amor.

O Amor mora na memória de um olhar apaixonado, risadas mil de causar borboletas na barriga, a sensação de estar sentada na areia de frente para o mar, sentindo a brisa leve, sentir o frescor do ar ao se exercitar, contatos olhos nos olhos, sentir a vibração direta de uma paixão especial.

Esses poetas que cantaram os sentimentos de uma forma tão sincera me dão esperanças renovadoras através de suas palavras tão delicadamente proclamadas, uma legião de sinceros, amorosos e apaixonados por si mesmos e por todos do planeta que é tão belo!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

toda ouvidos