quinta-feira, 9 de julho de 2015

Despedida


Em noites frias de sussurros e entregas, há braços!
Entres gelas e fumaça, êxtase e tesão,
deliciosamente gozar!

(1.7.15)

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Brilho adentro


A menina não queria comprar um guarda chuva porque achava as chuvas românticas
Ela sempre desfrutava de uma sensação de prazer em imaginar-se numa cena de tv
Na tv tudo era mais confortável do que ali no seu quartinho vazio
Quisera não ser apenas a  menina rezando para a chuva não cair
Chuva romântica que a levava de volta ao seu quartinho vaziocheio de amor e lembranças
A menina do guarda chuva cor de rosa quebrado arranjara um novo estágio e estava se apaixonando de novo...
Não é que ela não quisesse,
simplesmente esqueceu de lamentar os dias chuvosos porque dentro dela tudo era Sol