quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Fugacidade


Viver é tão fulgaz
Um corpo que pulsa latente na imensidão do dia
A morte é o não pulsar, sem deixar 
de, no entanto, existir
O existir na memória 
torna eterno cada segundo 
aproveitado em corpo vivo,
a memória torna momentos 
eternos para ambos
A vivência eternizada,
através da lembrança.
O designificado da morte.

A Vida eterna.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

toda ouvidos