quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Vivir


Saber se só e guardar em si todo o desejo do mundo
Estremecer a um maneiro som numa noite de luar
Pensar em quem se queria poder namorar
Sonhar os sonhos que ainda não brotaram
Poder estar tão perto do inesperado
Sofrer antecipado e desesperado
Viver
Afogada em devaneios
Razões bobas pra sorrir


Um comentário:

toda ouvidos