quarta-feira, 25 de julho de 2012

Estar

Como esquecer um algo bom de lembrar
Como não querer o que pede pra ficar
Como não se encantar com o sorriso
Mesmo amarelo a te evitar

Silenciar e observar
Fazer das palavras o aconchego
Que alguém talvez
Tenha se negado a dar

Fazer de conta que nada aconteceu
Aprender a perder o que nunca foi seu
Desistir de tentar
Deixar a vida correr e o acaso surpreender


Nada esperar
E estar bem
Descobrir-se ao perder
Entender-se ao achar

Ser feliz por dentro
Sempre e em todo lugar


Nenhum comentário:

Postar um comentário

toda ouvidos