sexta-feira, 4 de março de 2011

Obscuro


Um cisne negro pousou no meu pensamento
Cisne sorridente amargurado
Abusado da vida
E eu tentando entender
Donde se escondem os sentimentos
Desse coração que talvez se partiu
Não tem nada pra dar
E só quer sofrer
Donde vem tanta negação
Da palavra querendo ser dita
Nó na garganta
Cisne, me tropeça
mas não me derruba

Tô bem muito é calejada da vida
Hoje eu só quero mesmo é viver

Meu melhor
pernambucano Carnaval.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

toda ouvidos