quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

domingo, 21 de novembro de 2010

Doce garden


Plantei num jardim um sonho bom,
Mostrei meus espinhos pra você.
Faz que desamarra o peso das botas e fica feliz.
Abre o guarda chuva que hoje o sol desistiu de sair.
Esse perfume de alecrim
Trouxe de volta um sonho bom.
Posso até olhar pela janela
E recitar "une petit chanson"

Cantei pra você meus velhos tons,
Perdi seu ouvido pro jornal.
Eu trago a dança que me inspirou o café sem açúcar e tal
Analise o fundo da xícara, a esperança é igual.
Eu confesso só me resta a vida inteira.
Só me resta vida em mi maior e lá


(Sweet jardim - Tiê)

domingo, 12 de setembro de 2010

Viva


Alimentava-se de sua criação
Em busca de uma ilusão
Alguém que desse tesão
E fizesse-a brilhar

O brilho dos amores bobos
Das risadas sem razão
Em meio ao contentamento
E a incerteza da paixão

Quisera sentir-se viva
Na quentura da saliva
Que ela queria provar

Saliva quente qualquer
Da boca de uma mulher
Que ela insistira em gostar

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Benção


Venha ver como é lindo uma preta na roda
Toda se bulindo, Iaiá
O pano da costa do ouro
Cobrindo o colar

Quando a preta samba no 'zói' de Ioiô
É tanto querer bem
Bem que Iaiá queria,
Ao menos por um dia
Ser preta também

Veja toda sexta-feira
Quando a preta vai pra feira
Descendo a ladeira
Que dengo que tem
Nos seus zerenguendens

Dois de fevereiro
Vai no rio Vermelho
Ela vai sambar
Vai botar presente
Pro orixá de frente
Nas ondas do mar

(Orixá de Frente - Roberta Sá/Composição: Roque Ferreira)

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Pandeiro alimenta a alma


Quando o canto é reza
Todo toque é santo
Toda estrela é guia
Todo mar encanto

Quando a lua passeia na pedra da sereia
Toda fonte é sagrada
Toda água é doce
Toda alma é pura
Toda hora é bela

Quando a mão se perfuma
Todo beijo é uma flor
Todo coração tem um mistério
Toda paixão tem um segredo
Toda fé tem um andor.

Quando a sombra do mal se esconde
Toda paz é filha de Gandhi
Toda força tem seu louvor

Quando o olhar se ilumina
O coração se inclina
O amor abre a cortina e todo chão se empina
Numa colina sob o lençol de alecrim
E lá de cima
Quem abençoa
É Nosso Senhor do Bonfim.

(Água doce - Composição: Roque Ferreira)

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

grape


"A mulher é como a uva. Tantas partes a compõe. Ela não é uma. Ela é o todo. Provarás um gomo e a quererás toda. A casca, o suco, a semente. O cacho todo. Quando é doce, azeda, ácida, amarga. Porque há mulher para todos os gostos. E uma só, tua, para todos os teus gostos."

(Carolina Salcides)

terça-feira, 3 de agosto de 2010

senti(n)do

Uma folha em branco

E o pensamento voando solto

Procurando palavras pra escrever

Pra expressar, aquele sentimento que lhe preenchia

Talvez a ausência de um sentimento definível

Em meio aos dias chuvosos e vazios

O arco íris querendo significar

E seu pensamento sem graça

Não querendo mais sonhar

A realidade chata sem sentido

Em sua vida de projetos soltos

Custando a se materializar

E a morte diante de si

Sem querer, a lhe assustar.

O que faria passar

Sua vontade de chorar?

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Retrovisor


Tudo Está Aqui

(Composição: Khrystal / Luiz Gadelha)

Não demora pra chegar
Vida minha
Eu tenho milhões de dias
Pra te contar
Eu já separei aquela
que a gente gosta de tomar

Eu tenho sede
A mesma rede ainda está aqui
ainda está aqui
Nossa nuvem de balançar

Todos os discos que quiseres ouvir
Todos os carinhos que quiseres sentir
Tudo está aqui

Guardado
Sabe aquela estrela que você dizia que era eu
Ela também fotografei e pus num porta-retratos
Então vem cada minuto sem você
Isso aqui fica assim sei lá
Venha ver
Venha ver


(Tudo está aqui)

terça-feira, 20 de julho de 2010

Friendship


Amigos de verdade te visitam e te vêem do jeitinho que você é, pode ser ás 8h da manhã com aquela cara de sono dentro do ônibus ou às 22h da noite quando você já está com roupa de dormir, conhece seus pais, seus irmãos, sua casa e quando não sabe do teu paradeiro imagina, ele desfruta da sua companhia e sente saudades quando você não está, amigo quebra-galho, dá assistência nas horas boas e ruins, amigo não passa a mão na cabeça, pelo contrário fala o que pensa e o que julga ser melhor pra você, são como pais da nossa idade, estão sempre ali encarregados de nos proteger. Amigos são pra rir, chorar e fazer coisas erradas juntos, mas também são quem te puxa pra realidade quando estás exagerando, esteja ele longe, perto, seja ele de longa data ou recente, nós os reconhecemos pela atenção, amor, carinho e cuidado que eles nos dedicam e também necessitam.Amigos são florzinhas no nosso pequeno jardim e devemos cultivar com carinho os nossos poucos e bons, esse presente tão valioso que temos o privilégio de ter em nossas vidas, os nossos queridos e amados amigos,essa linda família que podemos escolher.Feliz dia do amigo aos que posso chamar de meus...

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Engolindo seco

Crescer ás vezes é doloroso

Pois implica na perda da inocência,

Ver a vida com olhos realistas

Pensar mais no futuro

Cuidar-se mais

Exagerar menos,

Comportar-se como adulto

Trabalhar como adulto

Divertir-se como adulto

Sabemos que estamos crescendo

Quando vemos alguém viver algo,

Que nos parece tão familiar,

Quando se pensa já passei por isso...

E quando as lembranças do passado

Parecem tão distantes

Quando vemos alguém,

Que há muito não se vê

Quando vemos uma criança crescer,

E se tornar um lindo ser

Crescer, aceitar, produzir e aproveitar

Tudo que ainda resta

Faz parte do aprendizado.

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Happyness

Eu vi a felicidade nos braços de alguém que me amou
No carinho de um afago de mamãe
Nas manhãs de um dia qualquer
Num sítio bem longe daqui

Eu vi a felicidade nas viagens de férias
No retorno pra casa
No reecontro com os amigos
Nos bailinhos de fins de semana

Vi felicidade em passeios de bike
Banhos de córregos
Churrascos da turma da escola
Em elogios e abraços fora de ora

Eu era feliz jogando Mario
Indo ao show do Netinho
Conquistando o primeiro
e mais lindo menino que desejei

Fui feliz fazendo amigos
Indo a igreja, cantando em coral
Participando de grupo de jovens
Brincando de polícia e ladrão

Felicidade era poder amar
E dançar coladinho
Até a roupa se encharcar
Com o cheiro do meu bem querer

E de tanta andança
Tantas amizades
Coleciono cartas
e estórias de criança

Do que acredito ser
e sempre quis
Dessa história
de ser feliz...

"Faça o que for necessário para ser feliz.Mas não se esqueça que a felicidade é um sentimento simples, você pode encontrá-la e deixá-la ir embora por não perceber sua simplicidade"
(Mário Quintana)

domingo, 4 de julho de 2010

Fracasso


Eu perco quando faço menos do que poderia

Confiando nas minhas certezas

Esqueço a verdade dos outros

Construo minha imagem

Tentando não parecer

Um simples HQ

E quando eu perco

Eu aprendo, cresço

Mesmo sem querer

Perder, padecer

Na distância que criamos

Entre nós e nós mesmos

O Fracasso que dói

E faz crescer.

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Rima fajuta

Em meio às florzinhas
que insisto em cultivar
Um girassol nasceu
Pra me fazer sonhar,
cuidar, querer regar
Seu amarelo intenso
Hipnotizador

O girassol que não é meu
pertence ao Sol,
Pleno e poderoso,
reinando no céu
a irradiar.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Finito


Oculta consciência de não ser,

Ou de ser num estar que me transcende,

Numa rede de presenças

E ausências,

Numa fuga para o ponto de partida:

Um perto que é tão longe,

Um longe aqui.

Uma ânsia de estar e de temer

A semente que de ser se surpreende,

As pedras que repetem as cadências

Da onda sempre nova e repetida

Que neste espaço curvo vem de ti.


(Espaço Curvo e Finito, José Saramago)

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Desgosto

Descobri em meio à multidão
Solução para minha solidão
Olhei e não te vi em frente a mim
Procurei outro querer para sonhar
Decidi parar de sonhar em querer
Fantasiar por tão pouco,
Cansei do desgosto,
Enjoei do gosto sem ao menos provar,
Já não pago mais pra ver
Quero amar, desfrutar
Dar risada, conversar
Olhar pro lado
E perceber o acessível, o plausível
Me contentar com sorrisos sinceros
E o doce afago dos abraços calorosos
Querer a irmandade, o bem-querer
Dançar sem me importar
Com quem vê,
Viver e desfrutar
A delicia de poder chegar
Num ambiente que me é familiar
Beber, sorrir
Voltar pro meu lar,
Dormir e continuar a sonhar,
Com o dia em que realmente
aprenderei a amar.

segunda-feira, 14 de junho de 2010

presente


luandolfo@hotmail.com disse (Ontem às 11:33):
aprimeira de um trio maravilhoso
luandolfo@hotmail.com disse (Ontem às 11:40):
ja tomou as redeas uma familia que precisou se refazer porem jamais tomou partido e sim soube ser mediadora e calma nas horas que mais precisei dela. Ate hoje tem ainda uma certa autoridade sobre os seus irmãos mais novos.Sendo filha foi quase mae deles.uma pessoa maravilhosa em todos os sentidos na maneira de viver sempre aprendendo e ensinado-nos. Desejo que seja uma pessoa feliz .
luandolfo@hotmail.com disse (Ontem às 11:41):
em toda sua jornada por merito e merecimento.Te amo muito filha querida beijos de luana e rodolfo
Andréa Patrícia disse (21:55):
Que lindo mamaeeeee adorei a msg =)
Te amo muito obrigada por tudo

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Identifico-me

Entre a janela e a porta de minh'alma
vejo um espaço inexistente,
vejo um buraco sem tamanho,
vejo a inocência que nunca tive.

Entre os becos escuros de minha mente
vejo tudo que se parte facilmente,
vejo tudo que é difícil de compreender.
vejo eu, vejo você e todas as vozes a me sussurrar.

Pois entre a minha vida e a sua não há espaços
nem lugares que não possamos explorar,
nem término de tudo o que sempre iremos recomeçar.

(Estranhos, Ana Apolinário)

quinta-feira, 3 de junho de 2010

ordinary life


Devias era deixar de tanto esperar
Novos amores, sabores
Devias era experimentar
a delícia do mundo que te rodeia
E não esperar dos outros
O que também não tens pra dar
A estrada é sinuosa
E a diversão é o alimento
Do teu corpo cansado e sedento
Te alimenta de música
Agrada os que realmente te amam
E aproveita,
Afinal de contas como já disse
alguém de sábia visão:
a vida é curta,
mas não é pouca.

terça-feira, 25 de maio de 2010

music and the rain

Games, changes and fears
When will they go from here
When will they stop ...
I believe that faith has brought us here
And we should be together, babe
But we're not

I play it off, but
I'm dreamin' of you
And I'll keep my cool, but I'm feelin'

I try to say goodbye and I choke
Try to walk away and I stumble
Though I try to hide it, it's clear
My world crumbles when you are not near

Goodbye and I choke
I try to walk away and I stumble
Though I try to hide it, it's clear
My world crumbles when you are not near

I may appear to be free
But I'm just a prisoner of your love
And I may seem all right and smile when you leave
But my smiles are just a front
Just a front, hey

And I play it off, but I'm dreamin' of you
And I'll keep my cool, but I'm feelin'

Here is my confession
May I be your possession
Boy, I need your touch
Your love kisses and such
With all my might I try
But this I can't deny, deny
I play it off, but I'm dreamin' of you

yeah yeah Yeah yeah ...

(I try - Macy Gray)

sexta-feira, 21 de maio de 2010

O sorriso do palhaço


Não é o amor, que brilha nos olhos do palhaço

E não é de felicidade o seu sorriso

É uma tristeza serena, guardada em seu peito

A beleza nascida da melancolia

O vazio que produz o suspiro

A serenidade guardada

numa saudade escondida

Trancafiada a sete chaves

No coração bobo e brincalhão

Do palhaço que faz sorrir

Pra conter as lágrimas

Que insistem em querer cair

Porque a alegria por si só

Não inspira tanto a criação

Quanto a tristeza do seu coração.


“O dia mente a cor da noite

E o diamante a cor dos olhos

Os olhos mentem dia e noite a dor da gente”


(O Anjo mais velho, O Teatro Mágico; Composição: Fernando Anitelli)