terça-feira, 20 de outubro de 2009

Cools

Eram uns loucos no meio do mundo,
Alimentavam-se de gargalhadas e álcool,
Gostavam de ver o pôr do sol na praia
e fazer fiu fiu aos desconhecidos.
Estudavam modos de paquera,
E viviam soltos pela cidade,
Alimentando-se de diversão,
Se existia uma tribo eram os cools e seus agregados,
Sentiam sede da vida e de seus prazeres,
Carregavam entre si milhares de diferenças,
Mas tinham algo em comum e tinham que admitir:
Não eram normais.

sábado, 17 de outubro de 2009

daybreak

My heart is flapping like a drum, in the daybreak i can feel the chord of my in love body.The volition makes me see my love so dazzling arousing me, it makes me feel buoyant like a foam. I'd like to scoot from this feeling but i keep hissing my favorite song while i walk on the street.

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Regeneração


Acordou sentindo-se vazia, como se todos os sentidos que vinha criando nos últimos tempos tivessem voado no vento, sentiu por um instante que nada fazia sentido e aquela velha saudade veio apertar-lhe o peito como a lembrar-lhe da ausência que estava adormecida.Sentiu-se triste e olhou algumas fotos, sentiu tão longe o passado e um nó a apertar-lhe a garganta arrancou de seus olhos lágrimas de dor.Ouvira falar que as lágrimas ás vezes se faziam necessárias e aceitou-as como uma valiosa etapa do seu crescimento.Entendia que a dor ás vezes vinha como forma de avisá-la da efemeridade da alegria.Depois das lágrimas sentiu-se forte como uma raiz adentrando em solos férteis.

Na ilustração quadro "A virgem" pintado pelo austríaco Gustav Klimt em 1913 e que tem como tema Eros e o Ciclo da vida.

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Pipa


Menina olha ao redor, vê a linda praia com seus coqueiros,

você sente o astral que tem nesse lugar?

Olha estas pessoas que por aqui transitam,

Elas vem de longe conhecer o paraíso,

Vamos conhecer o chapadão na calada da noite,

E ver a estrela cadente que enfeita o céu e nos surpreende.

Vamos comer camarão empanado e pizza,

Ver o Linha de passe tocar um samba bom de se dançar,

Vamos relembrar os anos 80 com Uskaravelho,

E cantar juntos a canção que diz assim...

“Devagar, esquece o tempo lá de fora,

Devagar, esqueça a rima que for cara...”

Praia inigualável paraíso aterrador.

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Definição


O que vem a ser felicidade, estado de espírito, paz interior, serenidade, uma ausência de estresse, compartilhar bons momentos com amigos, família, uma confidência inesperada, um presente recebido de surpresa, um elogio, uma gargalhada, talvez minhas palavras pareçam clichês mas a felicidade mora em mim, cedendo espaço algumas raras vezes à angustias e vontades reprimidas. Mas os dias ensolarados sempre me mostram milhões de motivos para a alegria interior que venho cultivando como uma planta rara em constante crescimento. Felicidade é ter certeza do que somos e queremos sem depositá-la nos outros, é estar bem consigo e depender dos outros apenas para a expansão desse estado de espírito tão leve, é um eterno estar apaixonado, apaixonado por si mesmo e por tudo que nos cerca, é um querer bem mesmo conhecendo pouco, é um doar-se sem querer nada em troca e sentir as voltas do mundo colocando em nossos caminhos pessoas que somam, é uma amplitude de sentimentos misturados que originam um ser em harmonia, a alegria é o nirvana dos meus dias e os meus milhões de pequenos planos estão bem perto de me tornar tudo que desejo ser. È um bando de pássaros que voam juntos no céu e despertam minha atenção, é um ipê amarelo florido que lembra um quadro de Van Gogh ou uma música que nem sei definir o estilo mas que traduzem exatamente o que sinto, é uma visita boa no meio da semana ou uma ligação inesperada, é esse constante vai e vem de pessoas que conheço, quero conhecer, respeito e encontro e que me fazem rir tanto que já não penso numa única razão para não me sentir assim leve e feliz.
crédito: "Campo de Trigo com Corvos" (1890), o original (óleo sobre tela) está no Museu Van Gogh, em Amsterdã - Holanda.

terça-feira, 6 de outubro de 2009

expression

Is there a fate or we are our drivers?
Is there something written in anywhere about the tomorrow?
Do you believe in the nature, in gnomes, faries, angels?
what about seers,the bible, the spirit book...
What makes me the way i am?
Wich are these good feelings?
Where the magic come from?
What is the difference between feeling and thinking?
Wich is the distance between the real and the imagined?
Which is the limit of the young?
Is there a limit for the growth, maturity and the good things we need to evolve?
I don´t know and for more i ask less i know,
but the more i live more i love.

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Happyness


Tristeza não tem fim
Felicidade sim

A felicidade é como a pluma
Que o vento vai levando pelo ar
Voa tão leve
Mas tem a vida breve
Precisa que haja vento sem parar

A felicidade do pobre parece
A grande ilusão do carnaval
A gente trabalha o ano inteiro
Por um momento de sonho
Pra fazer a fantasia
De rei ou de pirata ou jardineira
Pra tudo se acabar na quarta-feira

Tristeza não tem fim
Felicidade sim

A felicidade é como a gota
De orvalho numa pétala de flor
Brilha tranqüila
Depois de leve oscila
E cai como uma lágrima de amor

A felicidade é uma coisa boa
E tão delicada também
Tem flores e amores
De todas as cores
Tem ninhos de passarinhos
Tudo de bom ela tem
E é por ela ser assim tão delicada
Que eu trato dela sempre muito bem

Tristeza não tem fim
Felicidade sim

A minha felicidade está sonhando
Nos olhos da minha namorada
É como esta noite, passando, passando
Em busca da madrugada
Falem baixo, por favor
Pra que ela acorde alegre com o dia
Oferecendo beijos de amor

(A Felicidade,Vinicius de Moraes; Composição: Vinicius de Moraes / Antonio Carlos Jobim)

Eles definem tão bem o que inexplicavelmente me queima...