segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Receita de ano novo


Para você ganhar um belíssimo ano novo, cor de arco-íris, ou da cor da sua paz, Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido mal vivido talvez ou sem sentido.

Para você ganhar um ano, não apenas pintando de novo, remendado às carreiras, mas novo nas sementinhas do vir a ser novo, até no coração das coisas menos percebidas a começar pelo seu interior.

Novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota, mas com ele se come, se passeia, se ama, se compreende, se trabalha.

Você não precisa beber champanhe ou qualquer outra birita, não precisa expedir nem receber mensagens planta recebe mensagem? Passa telegrama? Não precisa fazer lista de boas intenções, para arquivá-las na gaveta.

Não precisa chorar de arrependido, pelas besteiras consumadas, nem parvamente acreditar que, por decreto da esperança, a partir de janeiro as coisas mudem e seja tudo claridade, recompensa, justiça entre os homens e as nações, liberdade com cheiro e gosto de pão matinal, direitos respeitados, começando pelo direito augusto de viver.

Para ganhar um Ano Novo que mereça este nome, você tem de merecê-lo, tem de fazê-lo de novo. Eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente.

É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre.

(Carlos Drummond de Andrade)

Welcome 2010 =)

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Merry Christmas


Se perdem gestos, cartas de amor
Malas, parentes
Se perdem vozes, cidades
Países, amigos
Romances perdidos, objetos perdidos
Histórias se perdem
Se perde o que fomos,
e o que queríamos ser
Se perde o momento,
mas não existe perda
Existe movimento...

(trecho do filme O Signo da cidade)

Que a paz reine nos corações
E que o amor compartilhado hoje
Fortaleça nossa esperança
em dias brilhantes.
Feliz Natal!

sábado, 19 de dezembro de 2009

ímpar

Ah o beijo ímpar que se apodera da boca
E amolece as pernas
A boca que derrete na outra
e maltrata
De tão perfeita essa boca
do beijo virginiano,
que invade completamente,
ocasionalmente.
Onde só sua lembrança,
já causa vez por outra
todas as sensações...

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

dear sister


Ela é intensa,

como o ritmo frenético das batidas que vem da caixa de som

que insistem em atraí-la

Independente,

Como a nova safra de pessoas que está por vir

Aprendeu cedo a lidar com a liberdade,

E com a ausência do carinho da sua querida mãe

Carente como um gatinho que se abre,

a um gesto qualquer de carinho,

Pedaço de mim,

ela é o meu oposto.

Meu Yin,

Minha companheira de momentos felizes,

E testemunha de meus momentos de estresse,

Inteligente, determinada, imatura

Sangue do meu sangue,

Minha nenezinha que hoje atinge a maioridade,

Minha irmazinha querida que eu amo,

Infinitamente,

Bruna Brenha.


Desejo esse teu mais belo sorriso,

todos os dias de tua vida

E que nos dias tristes, sintas a liberdade de pedir meu ombro

para que possas colocar pra fora tuas mágoas e tristezas.

Estarei sempre ao teu lado, mesmo que um dia eu esteja distante.

E que a vida te ensine com cuidado,

O que ainda insistes em não compreender.

Feliz aniversário!

sábado, 12 de dezembro de 2009

processo


O importante permanece
Tudo que eu desejo ao alcance dos meu olhos
Eles agradecem pela plena satisfação
Do meu olhar ver o mundo.
Do pouco que recebo
faço pequenos capítulos
de uma longa história
que começa todo dia.
De cada pouquinho
dá um tantão.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

just live

Coloque sua música predileta e não pense em ninguém,
Mais uma noite nasceu,
Porque como os dias elas nascem no rosa do crepúsculo
Na escuridão tudo é diferente
As possibilidades se multiplicam,
Os corpos são livres
A música apimenta
E tudo se torna possível.
Experimente uma vez,
uma noite de total desapego.
Apenas obedeça seus instintos
e siga em frente.
Nossa vida escorrega por entre nossas mãos!

Now I can't say my name, and tell you where I am
I want to roll myself away, don't know if I can

I wish that I could be in some other time and place
With someone elses soul, someone elses face

Oh, Tuesday just might go my way
It can't get worse than yesterday
Thursdays, Fridays ain't been kind
But somehow I'll survive


(Someday I'll be saturday night - Bon Jovi)

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

teoria

O menino que se julgava bem informado anunciava:

- A cada 200 foliões, 9 serão infectados pelo vírus H1N1, nós somos grupo de risco.

- Sério? Mas eu não fui pro carnatal.

- Só você querida, e se fumaste do meu cigarro as chances são realmente grandes.

E riram de sua própria fragilidade. O tempo confirmaria a teoria.

domingo, 6 de dezembro de 2009

Outras pérolas

Porque o ódio não me pertence, eu não odeio
Crivo-me de ternura
Evoco meu destino
Sagradas catedrais, protejam-me

Doce ainda é o meu coração ajoelhado
Doce ainda é a minha alma golpeada

A juventude se despede e outras pérolas aproximam-se
Sábias.Com esmero

Metade flor.Metade espelho.

(Marize Castro)

sábado, 5 de dezembro de 2009

canteiros natalinos


Como são lindas as árvores cobertas de flores lilazes
nos canteiros da cidade
E a alegria dos visitantes que vem em busca de diversão
Já nem se importam com a tal gripe
Os de todas as idades celebram um ano que está no fim
Os trios no corredor enchem de alegria os corações frenéticos
Beijos de boca incoscientes e cheios de sede
em meio à embriaguez e suor dos corpos descontrolados
A saudade guardada de um sorriso que há muito não se vê.
Já é quase Natal e 2010 bate à porta.
Felicidade ilumina nossa terra
e a paz reine nos corações necessitados.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

friday night


I saw her today at the reception
A glass of wine in her hand.
I knew she was gonna meet her connection,
At her feet was a footloose man.

And you can't always get what you want,
Honey, you can't always get what you want.
You can't always get what you want
But if you try sometimes, yeah,
You just might find you get what you need!

I went down to the demonstration
To get our fair share of abuse,
Singing, "We gonna vent our frustration."
If we don't we're gonna blow a fifty amp fuse.
So, I went to the Chelsea Drugstore
To get your prescription filled.
I was standing in line with my friend, Mr. Jimmy.
And man, did he look pretty ill.
We decided that we would have a soda,
My favorite flavour was cherry red.
I sing this song to my friend, Jimmy,
And he said one word to me and that was "dead."
And I said to him

And you can't always get what you want, honey.
You can't always get what you want.
You can't always get what you want.
But if you try sometimes, yeah,
You just might find you get what you need!

I saw her today at the reception.
In her glass was a bleeding man.
She was practiced at the art of deception;
I could tell by her blood-stained hands.

And you can't always get what you want, honey.
You can't always get what you want.
You can't always get what you want,
But if you try sometimes, yeah,
You just might find you get what you need!

And you can't always get what you want, honey,
You can't always get what you want,
You cant always get what you want,
But if you try sometimes, yeah,
You just might find you get what you need

(You can´t always get what you want - Rolling Stones, composição: Jagger / Richards)

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

2.2

Lugar sem comportamento é o coração.
Ando em vias de ser compartilhado.
Ajeito as nuvens no olho.
A luz das horas me desproporciona.
Sou qualquer coisa judiada de ventos.
Meu fanal e um poente com andorinhas.
Desenvolvo meu ser até encostar na pedra.
Repousa uma garoa sobre a noite.
Aceito no meu fado o escurecer.
No fim da treva uma coruja entrava.


(Manoel de Barros - O livro das ignorãça)

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

árvore silenciosa

"Entre duas notas de música existe uma nota, entre dois fatos existe um fato, entre dois grãos de areia por mais juntos que estejam existe um intervalo de espaço, existe um sentir que é entre um sentir - nos interstícios da matéria primordial está a linha de mistério e fogo que é a respiração do mundo, e a respiração contínua do mundo é aquilo que ouvimos e chamamos de silêncio"

(A paixão segundo G.H - C larice Lispector)


Dezembro traz consigo saudade e melancolia, lembrança de dezembros passados onde minha alegria se resumia aos presentes ao pé da árvore de Natal e abraços cheios de amor.Ainda estou aprendendo a lidar com a morte e o imenso vazio causado pela ausência dos meus amores que se foram,cedo demais.

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

so

"Quase sempre as mulheres fingem desprezar o que mais vivamente desejam."

(Shakespeare)

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Complexidade

Meus desejos diários me consomem
E eu canso de pensar
Minhas músicas prediletas
São o alimento da minha alma sedenta
Busco razões e aprendo a lidar
Com esses monstros interiores
Da complexidade do meu ser imaginário
Canso de tentar entender o mundo
as pessoas e meu próprio vazio
Aprendo a desfrutar o gosto doce
De cada minuto,
Sem excesso de apego,
Sigo conselhos de relaxar,
Levar a vida de um jeito descontraído,
Deixar fluir e parar de contar as horas,
Do próximo encontro que me deixa sem fôlego,
e de pernas bambas.

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Dúvidas pré - (car) natal

Que nome se dá ao que nos faz querer ficar perto de alguém?
Que força é a que faz atrair e repelir pessoas?
Qual a essencia da energia que move o mundo?
Que droga natural circula nas veias dos que querem fugir?
E porque fujo de tão primorosa sensação?
Porque amo tanto?
Porque sinto em excesso?
Qual o meu tamanho real abrigando tantos sentimento dentro de mim?
De onde busco tantas saudades?
Porque insisto em fugir da realidade
Tão explícita e provocadora na minha frente
Não faz idéia de que já tenho outro alguém...

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Don´t trust


Leslie: - Confie em todos mas sempre corte as cartas.A melhor coisa que meu pai me ensinou.Sabe o que significa? Nunca confie em ninguém.

Elisabeth: - Se você é tão boa em ler as pessoas,

Leslie: - Por que eu perco?

Elisabeth: - Sim.

Leslie: - Porque é impossível ganhar sempre.Você pode vencer os jogadores, mas não a sorte. Ás vezes você está fora do ritmo.Lê a pessoa acertadamente, mas faz a coisa errada.

Elisabeth: - Por que confiou nela?

Leslie: - Por que não se pode confiar nem em si mesma.

(My Blueberry Nights)

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Inteira

As palavras ferem, não por elas próprias
Mas pelo modo como são ditas
Meu segredo tem sido revelado aos quatro cantos da cidade
Mas minha consciência está tranquila
Eu continuo atenta à mágica da vida
E a cada dia descubro uma linda e especial razão
Para continuar a sonhar
Minha imaginação é o que me faz única
E a minha liberdade ainda é o que tenho de mais precioso.

"Para ser grande, sê inteiro" (Fernando Pessoa)

domingo, 15 de novembro de 2009

marola

Tentei contar as estrelas mas a lua estava tão bela que dispersou minha atenção, o céu lilás me fez lembrar cheiros e imaginar palavras jamais ditas, e entre vento e marola sinto a vida pulsar nos corpos que correm pra lá e pra cá, enquanto eu fico a planejar o que fazer para me tornar tudo que desejo ser.

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Fragilidade


Era um detalhe em meio à cena,
pondo-se á frente a desconcertar,
percebendo-se o todo mal se podia notá-la,
mas ela estava sempre por ali
á espreita dos desconcertos humanos,
era um defeito inocente e ás vezes se fazia presente
para lembrar-nos da nossa condição de seres humanos
entregues vez por outra a ela,
nossa simples e insignificante,
fragilidade.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Cools

Eram uns loucos no meio do mundo,
Alimentavam-se de gargalhadas e álcool,
Gostavam de ver o pôr do sol na praia
e fazer fiu fiu aos desconhecidos.
Estudavam modos de paquera,
E viviam soltos pela cidade,
Alimentando-se de diversão,
Se existia uma tribo eram os cools e seus agregados,
Sentiam sede da vida e de seus prazeres,
Carregavam entre si milhares de diferenças,
Mas tinham algo em comum e tinham que admitir:
Não eram normais.

sábado, 17 de outubro de 2009

daybreak

My heart is flapping like a drum, in the daybreak i can feel the chord of my in love body.The volition makes me see my love so dazzling arousing me, it makes me feel buoyant like a foam. I'd like to scoot from this feeling but i keep hissing my favorite song while i walk on the street.

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Regeneração


Acordou sentindo-se vazia, como se todos os sentidos que vinha criando nos últimos tempos tivessem voado no vento, sentiu por um instante que nada fazia sentido e aquela velha saudade veio apertar-lhe o peito como a lembrar-lhe da ausência que estava adormecida.Sentiu-se triste e olhou algumas fotos, sentiu tão longe o passado e um nó a apertar-lhe a garganta arrancou de seus olhos lágrimas de dor.Ouvira falar que as lágrimas ás vezes se faziam necessárias e aceitou-as como uma valiosa etapa do seu crescimento.Entendia que a dor ás vezes vinha como forma de avisá-la da efemeridade da alegria.Depois das lágrimas sentiu-se forte como uma raiz adentrando em solos férteis.

Na ilustração quadro "A virgem" pintado pelo austríaco Gustav Klimt em 1913 e que tem como tema Eros e o Ciclo da vida.

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Pipa


Menina olha ao redor, vê a linda praia com seus coqueiros,

você sente o astral que tem nesse lugar?

Olha estas pessoas que por aqui transitam,

Elas vem de longe conhecer o paraíso,

Vamos conhecer o chapadão na calada da noite,

E ver a estrela cadente que enfeita o céu e nos surpreende.

Vamos comer camarão empanado e pizza,

Ver o Linha de passe tocar um samba bom de se dançar,

Vamos relembrar os anos 80 com Uskaravelho,

E cantar juntos a canção que diz assim...

“Devagar, esquece o tempo lá de fora,

Devagar, esqueça a rima que for cara...”

Praia inigualável paraíso aterrador.

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Definição


O que vem a ser felicidade, estado de espírito, paz interior, serenidade, uma ausência de estresse, compartilhar bons momentos com amigos, família, uma confidência inesperada, um presente recebido de surpresa, um elogio, uma gargalhada, talvez minhas palavras pareçam clichês mas a felicidade mora em mim, cedendo espaço algumas raras vezes à angustias e vontades reprimidas. Mas os dias ensolarados sempre me mostram milhões de motivos para a alegria interior que venho cultivando como uma planta rara em constante crescimento. Felicidade é ter certeza do que somos e queremos sem depositá-la nos outros, é estar bem consigo e depender dos outros apenas para a expansão desse estado de espírito tão leve, é um eterno estar apaixonado, apaixonado por si mesmo e por tudo que nos cerca, é um querer bem mesmo conhecendo pouco, é um doar-se sem querer nada em troca e sentir as voltas do mundo colocando em nossos caminhos pessoas que somam, é uma amplitude de sentimentos misturados que originam um ser em harmonia, a alegria é o nirvana dos meus dias e os meus milhões de pequenos planos estão bem perto de me tornar tudo que desejo ser. È um bando de pássaros que voam juntos no céu e despertam minha atenção, é um ipê amarelo florido que lembra um quadro de Van Gogh ou uma música que nem sei definir o estilo mas que traduzem exatamente o que sinto, é uma visita boa no meio da semana ou uma ligação inesperada, é esse constante vai e vem de pessoas que conheço, quero conhecer, respeito e encontro e que me fazem rir tanto que já não penso numa única razão para não me sentir assim leve e feliz.
crédito: "Campo de Trigo com Corvos" (1890), o original (óleo sobre tela) está no Museu Van Gogh, em Amsterdã - Holanda.

terça-feira, 6 de outubro de 2009

expression

Is there a fate or we are our drivers?
Is there something written in anywhere about the tomorrow?
Do you believe in the nature, in gnomes, faries, angels?
what about seers,the bible, the spirit book...
What makes me the way i am?
Wich are these good feelings?
Where the magic come from?
What is the difference between feeling and thinking?
Wich is the distance between the real and the imagined?
Which is the limit of the young?
Is there a limit for the growth, maturity and the good things we need to evolve?
I don´t know and for more i ask less i know,
but the more i live more i love.

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Happyness


Tristeza não tem fim
Felicidade sim

A felicidade é como a pluma
Que o vento vai levando pelo ar
Voa tão leve
Mas tem a vida breve
Precisa que haja vento sem parar

A felicidade do pobre parece
A grande ilusão do carnaval
A gente trabalha o ano inteiro
Por um momento de sonho
Pra fazer a fantasia
De rei ou de pirata ou jardineira
Pra tudo se acabar na quarta-feira

Tristeza não tem fim
Felicidade sim

A felicidade é como a gota
De orvalho numa pétala de flor
Brilha tranqüila
Depois de leve oscila
E cai como uma lágrima de amor

A felicidade é uma coisa boa
E tão delicada também
Tem flores e amores
De todas as cores
Tem ninhos de passarinhos
Tudo de bom ela tem
E é por ela ser assim tão delicada
Que eu trato dela sempre muito bem

Tristeza não tem fim
Felicidade sim

A minha felicidade está sonhando
Nos olhos da minha namorada
É como esta noite, passando, passando
Em busca da madrugada
Falem baixo, por favor
Pra que ela acorde alegre com o dia
Oferecendo beijos de amor

(A Felicidade,Vinicius de Moraes; Composição: Vinicius de Moraes / Antonio Carlos Jobim)

Eles definem tão bem o que inexplicavelmente me queima...

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Gato preto

Será que gato preto dá azar?
E pedido feito a estrela cadente demora pra se realizar?
Chuva de estrela cadente é bom de olhar
Será que Roberta vai cantar Novidade?
E saudade passa como
Axé de capoeira e água salgada do mar
Afastam o azar se ele quiser aproximar
Pois o gato preto é só um felino escurinho
Querendo passar...

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Primavera

"Foi o tempo que dedicaste à tua rosa que a fez tão importante"

(O pequeno príncipe - Antoine de Saint-Exupéry)

A menina com a mochila gasta pelo tempo e por excesso de uso caminha pelas ladeiras da cidade, ela percebe as pessoas sentadas em cadeiras nas calçadas e lembra de tempos onde era comum as crianças brincarem de queimada na rua enquanto os adultos se ocupavam com a vida alheia, de longe ela vê um pé de acácias florido e se dá conta da chegada da primavera. Aser fica imaginando como uma semente tão pequenina tem o poder de transformar-se numa flor de tão imensa beleza, e pensa que as flores foram criadas apenas para encher o mundo de beleza e seus cheiros agradáveis, são elas que fazem o mundo parecer mais bonito aos nossos olhos. A menina imagina que a primavera é a estação em que as pessoas desabrocham como as flores expandindo para o mundo tudo o que elas tem de melhor e mais bonito, ela sente como se no seu mais íntimo ser algo de bom estivesse prestes a germinar, então ela respira fundo daquele tão puro ar e se põe a sussurrar: já é primavera dentro de nós, colhamos as mais belas flores nascidas em nosso jardim particular.

domingo, 20 de setembro de 2009

Desperta dor


Quão misteriosos os telefonemas ás 3 e pouco da manhã

Menos danosos eles são se dados por corajosos

Se dados por covardes deixam a eterna interrogação

Deixando no ar a possibilidade do engano

Ou do ato impulsionado por algum sentimento inexplicável

A mim só interropem o sono e dão margem à minha fértil e fantasiosa imaginação

Uma dessas ligações há pouco mais de um ano atrás

Despertou em mim uma perturbação inexplicável e sem sentido

Mas o que dá sentido às coisas

São estas sensações que nos invadem e que não sabemos de onde vem

Tendo plena consciência de sua causa.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Viagens noturnas


Ó sonhos que me levam de volta ao passado,
Serão eles imaginação ou vivência,
Desejo reprimido ou um passeio da alma por terras distantes,
Frutos da imaginação ou experiência extra-corpórea?
O que se pode dizer é o que se pode sentir,
Os sonhos nos permitem passar por lugares de outros tempos ou mesmo desconhecidos, neles encontramos pessoas com as quais já convivemos e outras que mal conhecemos, os sonhos como o amor são um mistério oculto que alimenta nossas almas e sonos, eles tem a magia de fazer-nos viver coisas as quais jamais imaginamos, ó sonhos agradáveis, continuem a fazer das minhas manhãs ensolaradas lembranças de amores que se foram ou que ainda estão estão por vir.
E que neles eu possa ser tudo que o mundo concreto não me permite realizar, que eles sejam a pintura surreal da minha imaginação e me mostrem sensações nunca imaginadas ou sentidas por meu ser de olhos abertos, que eles me permitam ver o que o mundo não me permite e que façam dos meus dias presentes e lembranças de sonhos bons e felizes.

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Força estranha



Sinto-me vazia de tão cheia, ó estas quintas-feiras me deixam assim querendo explodir,e esse sol a brilhar na minha janela me desperta para o milagre do agora, lutemos pelos nossos mais sublimes desejos, apoveitemos a luz do sol, purifiquemo-nos, amemos, sem razão ou culpa, cantemos e sambemos, vamos rir das nossas fraquezas e dos nossos defeitos, vamos reaprender a viver todos os dias, cada dia de uma nova maneira, sobre uma nova perspectiva, descansemos os nossos olhos no mar e voemos com nossos pensamentos para onde o nosso coração deseje, pois o pensamento é que temos de mais precioso e a vida é um milagre diário que ás vezes não nos damos conta.

terça-feira, 8 de setembro de 2009

gift

Sentia-se abraçada pela vida,
Como quando se ganha um presente
surpreendente e inesperado,
bonito, legal, engraçado
Buscava uma palavra que definisse a vida,
Um palavra que denominasse,
Todo o calor vindo do seu coração,
De ver as coisas belas e perfeitas,
que a vida andara lhe proporcionando,
Nao sabia se merecia,
pensava ate se realmente queria
Mudava de querer todo dia,
E queria viver mais cada dia
Com esse presente,
Especial e cheio de esquinas,
Que era essa sua vida engraçada.

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Preciso

Preciso me perder nos teus braços,
colocar os pés na areia e lavá-los no mar
entregar meus males a Iemanjá
Preciso fechar o olhos e sentir a brisa leve no meu rosto,
preciso esfriar minha mente, e caminhar pelas ruas do meu bairro,
preciso tomar banho de água doce e dormir abraçada aos travesseiros
preciso escrever tudo que sinto e sentir tudo que desejo,
preciso aceitar o destino e o acaso e voltar ao meu estado normal,
preciso acordar dos meus sonhos e vive-los...

sábado, 29 de agosto de 2009

Agosto

O tempo leva pessoas, conversas, momentos e voa como o trailer de um filme que eu ainda não vi.
Agosto é tempo de refeltir, medir ações e visualizar o que de bom ainda pode ser feito, agosto de chuvas trás separações, dores e renovação.Agosto ao gosto de quem bem sabe saborear.

domingo, 23 de agosto de 2009

Ah, Vida...


A vida está cheia de interferências indébitas, de acasos estúpidos, de personagens errados que travam conosco desencontrados diálogos de surdos, a vida está atravancada de pormenores inúteis, a vida parece um romance malfeito!

(Mário Quintana)

Porque tem dias em que as ausências e o tédio causam um imenso nó na garganta... Vivo cercada de papéis e ausências.

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Como arranjar alguém


Faz um pouco mais de um ano que ando desfrutando da condição de ser solteira, e sempre que encontro alguém que não vejo há tempos tente adivinhar a pergunta chave:

- E aí ta namorando?

- Não –

Respondo sem jeito não pela condição de estar solteira mas por ter que explicar o porque disso, como assim, será que alguém é solteiro porque quer e existe uma explicação pra isso? Eu não sei o que faz as pessoas acreditarem que estar solteiro é ruim, eu acho quase o contrário, confesso que sinto até uma certa resistência a me envolver em relacionamentos, não só pelo fato de já ter sofrido imensas decepções com pessoas que não valiam a pena, mas porque me sinto bem comigo mesma, aprendi a lidar bem com minha liberdade e quer saber não a troco pela primeira pessoa que aparecer e mostrar que está afim. Com o tempo vai-se ficando chata, acaba-se escolhendo demais, demais nada, escolho o que está à minha altura quando tenho plena consciência do meu valor, sou solteira sim, pelas mais diversas razões e tenho aprendido muito durante esse tempo a respeito de mim e das pessoas, conheço pessoas dos mais variados estados civis, já vi casais se fazerem e desfazerem, já sofri com começo, meio e fim de relacionamento, já meti os pés pelas mãos quando estava cega de paixão e depois me arrependi amargamente, já fui passada pra trás por pessoas que eu nunca imaginava que pudessem me fazer algum mal, e perdoei essas pessoas, já andei por aí ficando com um e outro sem nunca me sentir preenchida,hoje piso em ovos, dou um passo pra frente e dois pra trás sim, confesso até que ás vezes perco oportunidades por querer calcular demais meus passos, mas vivo em paz comigo e com meu coração e acredito que o que é pra ser, acaba sendo, acredito sim no momento certo, no lugar certo e na pessoa certa, não existe um modelo mas que chegue ao menos perto do que desejo e mereço, acredito que o amor da minha vida pode ser alguém com quem já cruzei incontáveis vezes ou alguém que eu ainda vá conhecer amanhã, eu tenho a vida toda para esperar e enquanto isso cuido de mim. Não vou dizer que ás vezes o frio de dormir sozinha não me entristece, e que não sinto falta de uma companhia, mas acredito na mágica da vida e na energia positiva que flui quando se está bem consigo e com os outros, o importante é estar atenta aos sinais.